12 de jun de 2009

(Ok, confesso que saquei este título de um documentário da BBC. Mas achei que se aplicava na perfeição a esta minha humilde descoberta)



Estou neste momento a levar a cabo uma investigação sobre os pirilampos, pequenas criaturas que eu considero realmente fascinantes.

Ontem à noite apanhei um pirilampo e coloquei-o dentro de uma caixa transparente com algumas ervas, numa tentativa de simular o seu habitat, e tapei-a quase totalmente para que não escapasse:

Simulação do habitat do pirilampo


Hoje de manhã não conseguia encontrar sinais do pirilampo, pelo que conclui que ele tivesse escapado e estivesse a deambular pela casa.
Contudo, após uma observação mais atenta, reparei que o bichinho ainda estava na caixa, mas tinha alterado completamente a sua forma:











O meu pirilampo
Um pirilampo normal

Questões que se impõem:
1. Será que os pirilampos mudam o seu aspecto durante o dia?
2. Será que o seu aspecto se deve à falta de oxigénio?
3. Será que o bicho é o mesmo que apanhei ontem à noite?

Termino com uma foto da actual actividade do bicho: Está com a cabeça totalmente enfiada dentro da planta, sabe-se lá a fazer o quê.

Fascinantes, estes bichos...

Lulz Catz!