9 de jul de 2009

Esta é a resposta a um desafio do Shiuuuu que consistia em publicar no blog um segredo nosso. Cá vai:

Tenho tendência para colocar pessoas que julgo serem intelectualmente superiores numa espécie de pedestal. Faço-o inconscientemente e a certa altura apercebo-me de que estou a tentar gostar das mesmas coisas que essa pessoa.
Não sou insegura nem tenho falta de auto-estima. Eu tenho é a mania de hierarquizar as pessoas que conheço.

Tenho de meter na cabeça que não sou menos que ninguém e que não sou obrigada a gostar de determinadas coisas para ser considerada uma pessoa inteligente.

E também se for menos inteligente que alguém não é nenhuma vergonha, ora essa!

13 *:

Anônimo disse...

tens razao! bjs

Bia disse...

Acho que sofro do mesmo mal...

Alexandra Inacio disse...

a aceitação de como somos ja é uma atitude muito inteligente nem todos conseguem ...

Framboise disse...

Concordo. Tenho visto muita gente a tentar ser algo que não é e isso entristece-me.
Por isso não o vou fazer.

Pretty Flower disse...

Claro que não é vergonha nenhuma! Eu até devo ser a pessoa mais burra à face da terra! :D
beijos*
tens aqui um blog muito giro!

Framboise disse...

lol Obrigada!
És sempre bem-vinda :)

Sara. disse...

E porque has-de ser menos inteligente?

Ora essa!

Beijinhos*

Anônimo disse...

Tal como eu. Percebo exactamente o que queres dizer, mas acredita que um dia (espero que breve) irás perceber que cada um de nós é inteligente e especial à sua maneira. Não tens de mudar ou fingir que gostas de certas coisas para seres aceite, pois uma verdadeira amizade baseia-se na aceitação da pessoa como um todo, com todos os seus defeitos e qualidades.
Por favor, não deixes de ser quem és ou fazeres o que desejas só porque os outros não aprovam. Sê feliz e acima de tudo aprende a gostar de ti :D

Pequenina disse...

Quem gosta de ti, aprendeu a gostar como és, com todos os teus defeitos e com todas as tuas virtudes =)

Framboise disse...

Ao que parece as duas pessoas de cima não perceberam rigorosamente nada do que disse.
Eu tenho amigas maravilhosas que gostam de mim assim. Nem admito que digam o contrário. Foram elas que me ensinaram a não julgar ninguém

Eu sou assim porque esta é a minha personalidade. Não faço nada para ser aceite. E tenho repulsa por quem o faz.

Denise disse...

A próxima pessoa que sequer levantar a suspeita de que as amigas da Framboise são criaturas mesquinhas à la cheerleader americana, será perseguida por um voodoo maligno.
Tendo dito isto, e tomando como resolução futura não mais ameaçar a integridade física ou moral dos leitores deste blog na caixa de comentários, tenho a acrescentar que:
a) acho este post extremamente cómico, porque a autora é, como toda a gente sabe, bastante burrinha, coitada. (é preciso mostrar uma placa com IRONIA escrito?)
b) que, contudo, percebo o que ela quer dizer, porque a mim acontece-me o mesmo, só que ao contrário. Ao primeiro torcer de nariz que alguém cujo a opinião prezo faça a qualquer coisa, eu sou incapaz de ver isso com os mesmos olhos. Parece-me sempre estúpido, mesmo que eu tenha perfeita consciência que estou a ser ridícula e que tenho direito aos meus gostos.

Denise disse...

Posso só fazer notar que falo de ti na terceira pessoa? Só para realçar o pedigree do comentário acima.

Framboise disse...

E acho que não há nada a acrescentar depois disto. Melhores amigas que estas não se arranjam!

Lulz Catz!