20 de jun de 2009

Foi isto que concluí à custa de todas as pessoas relativamente ricas que conheci.

Um menino rico vive numa bolha, numa dimensão à parte. Não conhece dificuldades e acha banal que alguém tenha um chateâu na Suiça e um veículo extremamente caro na garagem.

É nesta bela ilusão que vive uma pessoa que conheço. Para ela, o mundo é uma praia de areia branca banhada por águas quentes e calmas, com refrescos de sombrinha a acompanhar.

Como isto me faz confusão...

Poderão pensar que sinto inveja. Que também gostava de viver num mundo assim, onde tudo é fácil e parece não haver obstáculo à felicidade. Mas acreditem que não.

Estas pessoas são vazias, completamente ocas. Tanto em sentimentos como em massa pensante.

Preferem viver a sua doce vida fácil do que enfrentar o que está para além da bolha mágica. A miséria não existe, toda a gente tem pratos fartos de comida e nenhuma criança morre de SIDA! Yay!


Mas chega o dia em que a bolha rebenta...

E ela não vai estar preparada para ver o seu frágil castelo de cartas desmoronar-se, e muito menos para viver nessas ruínas.

1 *:

CG disse...

As pessoas mais ricas que já conheci, eram também as mais vazias...
Existem excepções, mas são muito raras.
Big Kisses

Lulz Catz!